Era uma vez uma moreia que vivia sozinha, só saindo de noite para se alimentar.
Um dia decide reunir muitos crustáceos e peixes pequeninos para organizar grandes festas.
Vêm caranguejos, lagostins e outros animais e trazem-lhe prendas que encontraram no fundo do mar.
Ao ver todos aqueles convidados a moreia procura os mais frágeis e come-os rapidamente com os seus dentes afiadíssimos.
Os outros animais marinhos questionam muito espantados: – Então moreia, convidaste estes senhores e senhoras todos e agora usas os mesmos para te alimentares?
Sim, eu sou uma moreia e preciso de comer, e como eles não chegaram na hora marcada tive de os penalizar, comendo-os.
No dia seguinte nova festa e o primeiro a chegar é um grande polvo com oito braços muito fortes, e a moreia assim que ele passa… come-o!
Todos os animais que chegam depois ficam muito espantados.. então moreia, esse era o melhor polvo aqui do coral, porque é que o comeste se nem estava atrasado e foi o primeiro a chegar?
Então, este comi-o porque ele para chegar cedo usou 8 braços para se deslocar mais rápido que toda a gente e isso não pode ser aqui nas minhas festas.

Moral da história: Não importa quem és, vais ser sempre comido pela moreia.