Desde que me meti nisto do running tenho visto que existem pessoas com o hábito de correr de madrugada antes de ir para o emprego.

Sempre tive muita curiosidade mas nunca arrisquei até recentemente um colega desafiar-me. Como não gosto de ser menos que os outros, madruguei também.

Embora eu não seja o Marco Fortes, confesso que correr tão cedo nunca me cativou. Mas lá fui. Ver o nascer do sol enquanto se faz aquilo que mais gosta é bastante poético.

Na hora marcada apareci. Frontal na cabeça, e lá fiz um treino de 1 hora com ele.

Achei que isto não iria mudar a minha vida mas mudou e muito e a prova disso é eu estar aqui a escrever sobre isso. Ainda não parei de dizer aos 7 ventos que correr a esta hora é maravilhoso e não tenho falado de outra coisa. Quase pareço uma pessoa que deixou de fumar há uma semana e não se cala.

Sair de casa com a família a dormir e voltar com eles ainda a dormir faz-nos sentir uns super heróis que foram combater o crime e voltam depois para o seu pijama de flanela aos quadradinhos.

Este tipo de corrida tem várias coisas que gostei. Uma delas é tomar o pequeno almoço duas vezes. Antes de correr porque não se pode correr sem forrar o estomago e outra depois porque já gastámos tudo o que tínhamos no tanque. Isto tudo sem vergonha nem complexos.

E aqueles minutos no wc quando sais da cama e ainda estás cheio de sono mas mesmo assim pegas no telemovel? Fazes scroll e é o unico momento do dia em que devido ao ridículo da hora a tua paciência está no -200 e te apercebes, que tens amigos que não dizem nada de jeito e finalmente desamigas. E Quando dás por ti ao fim de 30 segundos ja foram à vida 40 amigos e mais 20 duas páginas que nem sabes porque tens like.

Não se pode fazer isto muitas vezes pois como disse em tempos o presidente da associação Portuguesa do Sono corre-se o risco de enfarte, mas chegar a casa ao final do dia e adormecer antes das crianças e pensar, amanhã vou voltar a correr às 9h00, é realmente espectacular.