Ontem foi a minha primeira vez e vou partilhar convosco!
Resolvi ceder à pressão da qual tenho sido alvo nos últimos tempos e acho que fui fazer trail… de noite.
Era dia de escadinhas & subidinhas mas eu fui para os montinhos & ervinhas.
Moro em lisboa desde q nasci mas de Monsanto só conheço o parque dos índios e o Alvito, ontem no entanto lá fui com amigos da crew experientes e que conhecem bem monsanto fazer uma corrida pelo mato.
Foi um treino mto agradável que deu para conhecer todos os pontos turísticos de Monsanto, o auditório, a prisão, o canil, e a famosa subida do cozido, que verdade seja dita fui enganado pois não tem nenhum restaurante a servir cozido à portuguesa.
Para correr de noite é preciso um frontal ou então ir num grupo grande em que todos têm frontal e dê para aproveitar a luz alheia. No meu caso eu tinha um frontal antigo em casa, nem sei porquê, e foi o que levei. Obviamente iluminava tanto como ir com um telemóvel na mão…
Ao início a escuridão estava a fazer-me alguma confusão mas na realidade para correr em Monsanto, a primeira vez ser de noite é uma grande vantagem pois não conseguimos ver o caminho. Vamos ali de frontal na testa e não sabemos se ainda temos de subir muito ou pouco pois só dá para ver uns metros. Psicologicamente é optimo pois em determinadas partes se eu conseguisse ver as subidas todas desistia logo ali.
É estranho quando vem algo em sentido contrário pois só se vê luzes e não sabes se são pessoas, lobisomens, pirilampos, assassinos em série ou a malta do Costume…
Há partes de relva, alcatrão, terra batida e cenas com nomes técnicos que ainda me passam ao lado. Se calhar passei em single tracks e estradões mas não sabia que o eram.
Mandaram-me levar água, mas até passámos em diversos pontos com água (bem mais do que em Belém por exemplo).
Resumindo foi um treino bastante agradável, sendo que o mais complicado mesmo foi enquanto um dos elementos da CREW filmava a corrida não me sair da cabeça o Blair Witch Project.