Cascais triatlo super sprint

Today was the first edition of Cascais Long Distance Triathlon.. Ah espera estamos em Portugal.
Foi hoje a primeira edição do Triatlo Longo de Cascais. Havia 3 distâncias para escolher, o longo (ou half-ironman se preferirem), o world (que nem é distancia olimpica nem é sprint, é ali algo pelo meio) e uma prova super-sprint que foi aquela em que participei pois a minha especialidade é …não ter especialidade nenhuma.
Fui para Cascais Às 10h00 para apoiar os atletas nas distancias long and world, havia muito transito cortado em Cascais mas foi facil chegar à zona central da corrida. 
Embora eu tenha participado na prova super-sprint acho que a prova não devia existir. Primeiro porque a prova para ser possivel realizar teve de ter inicio Às 14h30 o que é uma hora que não sendo eu meteorologista tem tendência para ser das horas de maior calor, depois porque na realidade ninguém está minimamente interessado na dita.
Existem bastantes atletas de triatlo federados em Portugal e cada vez há mais gente a participar nas provas abertas (para atletas não federados), o apoio na modalidade no entanto ainda é muito pouco. Mas o desinteresse é geral. Durante a minha prova não vi em ponto nenhum do percurso os atletas que fizeram a prova longa ou a world. Não deviam ser eles os primeiros a apoiar? Se os proprios atletas que se queixam de falta de apoio não vão apoiar os outros atletas porquê é que o publico se daria ao trabalho de apoiar?
Em relação à minha prova, às 12h00 comi um almoço rico em Frango no Churrasco com Batatas fritas e uma coca-cola light e lá fui arrumar a bicicleta e o resto das tralhas necessárias para fazer um Triato.
Quando à prova em si, eu não sei nadar, basicamente vou agarrando o pé ora de um atleta ora do outro até fazer o percurso todo e chegar a terra firme. A parte de ciclismo consigo fazer sem rodinhas mas não uso sapatilhas de encaixe porque tenho medo, já vi muitos videos de quedas e não quero virar estrela do youtube nem do tabonito. Fui passando alguns atletas sem pernas e outros com bicicletas de btt a pesarem o triplo da minha que foi emprestada. A Corrida é tão curta que nem dá tempo para fazer uma estratégia, fui correndo contra mim como se costuma dizer, até que na recta da meta um atleta que parecia um paio dentro de um trisuit depois de eu o passar uns metros atrás achou que seria boa ideia fazer um sprint para me ultrapassar, tive de me cansar mas terminar à frente dele.

Eu nem sou competitivo mas há limites…

Ricardo Silva

Eu sou o Ricardo Silva e este é o meu blog …ou site ou sítio ou o que lhe quiserem chamar. Estou aqui para vos motivar, para vos ensinar cenas sobre corrida, running e algum jogging, para relatar os meus treinos e da minha crew, para vos ajudar a superar tudo e todos e para irem até ao infinito e mais além. A minha carreira como corredor começou muito cedo. Na zona onde eu vivia os jovens tinham por hábito atirar ovos no carnaval, e eu odeio ovos. Por isso treinava sempre o ano inteiro para chegando o entrudo conseguir ir de casa para a escola e vice-versa sem levar com um ovo na tola. Posso dizer que fui sempre bem-sucedido nesta matéria e até hoje nem 1 ovo aterrou na minha cabeça. Com o passar dos anos e a entrada para a faculdade a minha motivação para a corrida passou a ser outra. Tinha de apanhar 1 autocarro, 1 comboio, e barco e novamente um autocarro para chegar à faculdade. A margem de erro era mínima por isso tinha de andar sempre a correr para garantir que não perdia nenhum destes transportes. Hoje em dia corro porque está muito na moda. Toda a gente corre e tem roupas fluorescentes e perneiras e aparelhos cardíacos e palmilhas e dorsais e medalhas e empenos e geles e isotónicos e tudo e tudo e eu também preciso disso na minha vida. No meu currículo tenho provas de 3000m, mini maratonas de 4000m, provas de 10km e triatlos na distância de sixteenth-ironman entre outros. O meu objectivo na vida e na corrida é continuar a ser igual a mim próprio e evitar assaduras.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: