Autonomia Total

Bom dia.

Este fim-de-semana fiz um treino de autonomia total.

Sei que para vocês treinos e provas em autonomia total não é grande coisa mas para mim é um terror. Tenho medo de passar fome ou sede e de acordar numa cama no amadora-sintra por ter desfalecido com falta de alguma coisa.

Nunca tinha experimentado mas achei que já era altura de começar a testar um dia de treinos sem ajudas externas. Aproveitei que a familia queria muito ir para a praia e fiquei por minha conta. Desta forma fico pronto para aquelas provas que vocês bem sabem..

Acordei e fui eu próprio preparar o meu pequeno almoço, tirei um iogurte do frigorifico e comi umas bolachas. Passei a manhã com energia e não me senti fraco.

Chegou a hora de almoço e estando em autonomia total sabia que nao seria pêra doce. E não foi… Tive de ir a uma superficie comercial que começa com L e acaba também com L comprar uma lasanha.
Na realidade nao foi dificil confecionar sozinho. Meti no micro-ondas 5 minutos e ficou no ponto. A sobremesa foi uma banana, descasquei sem problemas e toca a comer.

Para nao abusar, saltei o lanche, tinha lá nesquik em pó, tinha pão seco. Acho que no frigorifico havia doce de tomate e leite num pacote mas era leite branco e eu não gosto.

Chegou à hora de jantar e para terminar o meu treino de 12horas em autonomia total fui à churrasqueira e comprei eu mesmo meio franguinho. Bem assado e sem molho.
Ambas as refeições bebi sempre água da torneira a acompanhar.

Acho que para primeira tentativa não me correu nada mal. Nunca tive fome, senti-me sempre bem. Espero é que a minha mulher não me volte a deixar assim em autonomia total tão depressa.

Ricardo Silva

Eu sou o Ricardo Silva e este é o meu blog …ou site ou sítio ou o que lhe quiserem chamar. Estou aqui para vos motivar, para vos ensinar cenas sobre corrida, running e algum jogging, para relatar os meus treinos e da minha crew, para vos ajudar a superar tudo e todos e para irem até ao infinito e mais além. A minha carreira como corredor começou muito cedo. Na zona onde eu vivia os jovens tinham por hábito atirar ovos no carnaval, e eu odeio ovos. Por isso treinava sempre o ano inteiro para chegando o entrudo conseguir ir de casa para a escola e vice-versa sem levar com um ovo na tola. Posso dizer que fui sempre bem-sucedido nesta matéria e até hoje nem 1 ovo aterrou na minha cabeça. Com o passar dos anos e a entrada para a faculdade a minha motivação para a corrida passou a ser outra. Tinha de apanhar 1 autocarro, 1 comboio, e barco e novamente um autocarro para chegar à faculdade. A margem de erro era mínima por isso tinha de andar sempre a correr para garantir que não perdia nenhum destes transportes. Hoje em dia corro porque está muito na moda. Toda a gente corre e tem roupas fluorescentes e perneiras e aparelhos cardíacos e palmilhas e dorsais e medalhas e empenos e geles e isotónicos e tudo e tudo e eu também preciso disso na minha vida. No meu currículo tenho provas de 3000m, mini maratonas de 4000m, provas de 10km e triatlos na distância de sixteenth-ironman entre outros. O meu objectivo na vida e na corrida é continuar a ser igual a mim próprio e evitar assaduras.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: